Posts recentes

Aprenda a identificar se formar família NÃO é a sua praia

Este texto tem um tom um pouco bravo e não estou me dirigindo à pessoas que não querem ter filhos, que não querem ter um relacionamento sério ou duradouro… é pra gente que faz com que a outra pessoa acredite que quer, quando na verdade não quer (ou que ainda não percebeu que NÃO quer)!!! Este texto é para os vampiros de energia e boas intenções, para os aventureiros que fazem turismo com a vida de gente de bem, que usam as pessoas pra atender suas necessidades. E portanto, é pra essa gente o tom que estou usando no texto!

Na real, este é um texto pra tentar fazer com que as pessoas identifiquem suas tribos reais. Porque gente que se enfia na tribo errada, além de se embananar depois, também embanana a vida dos outros. Portanto aqui vai um guia reverso pra você que não quer formar uma família. Porque pra formar família, primeiro de tudo: você precisa de um par. E pra isso você precisa entender que não vai encontrar um gêmeo seu, com as mesmas aptidões que você, os mesmos gostos que você, as mesmas ideias, os mesmos sonhos, os mesmos medos, gostarem das mesmas comidas, das mesmas cores, dos mesmos lugares. Isso não é amor, isso é um CLONE. Esta pessoa duplicada não existe! O que existe são pessoas que tem afinidades com você. Algumas. E mesmo assim, você um dia pode ter grandes chances de supervalorizar nesta pessoa o que não tem nada a ver contigo, e deixar todo o resto ir por água abaixo. Dito isso, se você quisesse achar uma pessoa para formar uma família, teria que saber o significado de duas palavras: a primeira é consenso. Graças a Deus, porque existe este conceito, tornou-se possível a união de duas pessoas na face da Terra. Quando elas não concordam onde elas querem jantar no sábado à noite, elas entram em? Em consenso! Você quer comer o quê? Eu quero lanche. E você? Eu quero comida saudável. Bom, então vamos naquele vegetariano, onde tem lanches e opções de comidas saudáveis. Ou, em uma praça de alimentação – cada um pega o que quer. Pronto, duas pessoas felizes, porque sabem o significado da palavra consenso. E a outra palavra que você – que não quer formar uma família – também não precisa conhecer é a palavra ceder. Ceder é o que você faria se seu par quisesse passar o final de semana prolongado na casa dos parentes no interiorzão, quer tipo: MUITO – e no último final de semana prolongado vocês foram para aquele lugar que VOCÊ queria ir. Seu par cedeu daquela vez, você cede desta. E cede porque gosta, cede porque quer. Não porque tem um bloquinho de anotações onde está contando quantas vezes cedeu. Bom, isso é o que você faria se quisesse formar uma família, como não quer, não precisa colocar nenhuma concessão em prática, já que formar uma família não é a tua.

Quem quer formar uma família, está aceitando viver em um grupo e pra viver em grupo você vai conviver com pessoas diferentes. Porque Deus felizmente nos deu a graça de desenvolver nosso jogo de cintura e de aprender com gente diferente da gente. Imagina o quão chato seria conviver com gente exatamente igual à gente???? Igual em absolutamente tudo? Puta que porre! Então Deus nos deu a capacidade de saber conviver com as pessoas, com a educação e diplomacia que temos, com o gosto que temos em viver acompanhados e não isolados, e com o amor que se cria no coração (partindo do princípio que o que faz com que duas pessoas juntem as escovinhas de dente é o amor), mas isso é só pra quem quer formar uma família. Você, que não quer formar uma família, não precisa fazer nada disso. Não precisa conviver com quem não tem afinidade com você, não precisa sequer amar, porque formar família não é a tua.

Outra coisa que você não precisa fazer é planos conjuntos. Não precisa sentar com a pessoa pra falar sobre isso. Você pode olhar e seguir pra direção que quiser, sem companhia mesmo, sem o exercício de fazer planos a dois, porque formar família não é a tua. Se fosse, você provavelmente teria que encontrar um meio termo entre sua vontade e a vontade do teu par, porque dificilmente vocês desejariam exatamente a mesma coisa. Por exemplo: você quer morar em um lugar sossegado, com área verde, onde as crianças possam brincar na rua. Seu par quer morar em um lugar com boa localização, perto de todas as facilidades. Então provavelmente teriam que encontrar uma cidade grande que tenha aquilo que você procura, tipo Curitiba. Tem área verde, tem sossego, tem jeito de interior, mas ainda tem todas as facilidades de uma cidade grande. Você não precisaria dizer pro teu par assim: ah você não quer morar no interior? Então tchau, estou indo embora. Já que – como falamos anteriormente – você saberia exatamente quais as prerrogativas de se conviver com alguém e formar uma família. Mas como também sabemos, formar família não é a tua.

Quem não quer formar família não tem a preocupação de falar sobre o assunto principal quando se fala em família, que é a multiplicação – nem de falar, nem de colocar em prática (pelo menos não com os fins de se multiplicar). Você, que sempre fugiu deste assunto e desta situação (o sexo) está sendo coerente com si mesmo, já que justamente não quer formar uma família. Você não precisa ser honesto, ser transparente, ser claro em relação àquilo que pensa, sente, deseja, projeta – porque não há ninguém com você e você NÃO quer formar uma família. Portanto, você pode querer uma coisa hoje, daqui há um mês outra, dali há dois meses outra e pode arredar o pé de onde está quando quiser, porque formar uma família é a última coisa que você quer nesta vida. Você pode ficar quanto tempo quiser com uma pessoa, 3, 5, 7 anos… e depois pode simplesmente sair, bater a porta e dizer tchau, porque você nunca quis formar uma família e sempre deixou isso bem claro. E se você aparecer com outra pessoa em menos de dois meses, tudo bem, porque o par anterior sempre soube que formar família nunca foi sua opção. Esta é uma informação que nunca saiu da sua boca.

As pessoas que desejam formar uma família, em geral, têm a única e principal afinidade de todas: a aptidão para formar família. Isso é um dom. Quem tem aptidão para formar família sabe que vai enfrentar dificuldades, desafios do relacionamento, desafios no caminho de se construir uma vida, e sabe que terá que passar por estes desafios – juntos. Vai ter sempre alguém mais interessante, alguém mais atraente, alguém até mais legal – mas este casal fez uma escolha e existe um sentimento que os une, além desta aptidão de formar uma família. E é esta promessa (promessa, coisa da época dos nossos avós, quando ainda se podia confiar na palavra de alguém) que vai fazer com que todas as pessoas mais interessantes, atraentes e legais sejam irrelevantes.

Gente que quer formar família não desiste quando os grandes desafios aparecem. Eles enfrentam. Eles dobram os joelhos e pedem ajuda. Eles se submetem à Deus, não como pessoas únicas, mas como casal que são. Pessoas que querem formar uma família não mudam de pares como quem trocam de roupa. Elas escolhem com o coração, com coerência, com clareza. Elas encontram, na vida, alguém com quem seja agradável passar o tempo, alguém a quem abram seu coração – e se entregam. Elas são mais fortes juntas, do que são sozinhas. Elas são mais felizes juntas, do que são sozinhas. São pessoas que valorizam a família, que sabem o valor que tem a família e que têm aptidão para formar uma família. E com o passar do tempo este sentimentozinho que os uniu, vai se transformando em sentimentozão, vai crescendo tanto, tanto, tanto, que chega a doer.

E é por isso, eu acho, que é tão difícil esta coisa de formar família. Porque família a gente ama, intensamente. E amar não é fácil. Amar dói. Amar incomoda. Amar, não é confortável. Você sabe que de um segundo pra outro, a pessoa a quem você ama pode não estar mais ali. Ou sabe que ela pode sofrer e você não vai poder sofrer por ela. O nome disso, meu bem, é amor. E mesmo sendo tão difícil, ainda é a coisa mais sublime que pode acontecer na vida de uma pessoa.

Mas, com este texto, não estou dizendo que se você não quer formar uma família então você não ama. O que estou querendo dizer, na verdade pedir, é que a gente identifique bem nossos objetivos quando a gente se envolver com alguém. Que por amor de Jesus Cristo a gente se conheça bem, pra não embananar a vida de ninguém com nossas confusões e sazonalidades! Não se pode ser sazonal, quando há outra pessoa envolvida com nossa vida! Você, que sai por aí dizendo que quer formar família, já se perguntou se realmente quer?  Se realmente você tem aptidão de construir uma vida ao lado de alguém? Se está disposto (a) a pensar de dentro pra fora? Se está disposto (a) a pensar em conjunto? Seu coração está realmente aberto para o amor? Porque tudo resulta daí. Tudo é fruto natural de duas pessoas se amarem. Tudo vem de não se ter medo de amar. E aí?

Se seu par sonha em formar uma família e essa não é a sua (ou não com ele), não deixe pra falar isso pra ele depois de XX anos. Se você não está olhando para a mesma direção que seu par, FALE AGORA. Fale já. Seja honesto. Seja transparente. Faça um ajuste, se for possível. Ou, simplesmente, permita que ele encontre alguém que esteja.

Comprinhas para quem tem pele oleosa

Se você tem a pele oleosa e poros grandes, sabe do que estou falando… a guerra que é para manter a pele limpa e longe de espinhas!!! Se como eu, também gosta de maquiagem, sabe o quanto é perigoso rebocar todo o rosto, correndo o risco de piorar a situação.

Estava acontecendo algo comigo: perto da menstruação, meu rosto enchia de espinhas. Muitas pessoas me perguntavam se eu estava com alergia ou coisa parecida. Então corri na farmácia depois de pesquisar por produtos apropriados para controle da oleosidade da pele e fiz minhas comprinhas.

Estes produtos não são baratos, mas eles realmente resolvem o problema. Portanto, eu prefiro investir em produtos de qualidade do que comprar coisas baratinhas que não vão me trazer o resultado que preciso.

Vamos a eles?

Argila Verde

IMG_20170621_131407966

Eu vi no Youtube um tutorial onde a esteticista ensina e fazer, uma vez por semana, uma máscara de argila verde com soro fisiológico. Esta máscara ajuda a remover as celulas mortas, entre outros benefícios. Basta colocar duas colheres de sopa de argila verde á mesma quantidade de água e formar uma pasta. Deixe no rosto por 20 minutos e remova com água fria. Esta argila verde eu comprei no Mundo Verde e ela vem em pó, o que é ótimo para evitar MELECAS no seu banheiro!

Sabonete Líquido para pele acneica – Actine

IMG_20170621_131421141

Eu poderia ter comprado o sabonete líquido da Vichy, já que trouxe outros itens desta marca, para lavar o meu rosto. Mas optei por este porque já o conhecia e porque pelo mesmo preço do outro, ele tem 120ml a mais. 😉

Este sabonete deixa o rosto bem lisinha, bem limpo, controla muito bem a oleosidade da pele sem deixar o rosto ressecado. É uma maravilha de sabonete, que eu adoro. Vale cada centavo.

Loção Adstringente + Gel Hidratante da Vichy

IMG_20170621_131440178

Li ótimas recomendações na internet sobre esta marca e estes produtos. A loção adstringente é para ser usada após a limpeza da pele, e diz que ela diminui os poros (não aconteceu ainda, mas estou usando há pouco tempo). E o gel hidratante é maravilhoso, ele hidrata sem deixar a pele oleosa, sem deixar o rosto melequento. A pele absorve bem rápido o gel, que controla mesmo a oleosidade da pele.

Eu uso estes produtos da seguinte forma: após o banho, lavo o rosto com água fria e uso o sabonete líquido, depois a loção adstringente e por último o gel hidratante, sempre antes de dormir. Mas você pode fazer isso antes da maquiagem, também, e pela manhã.

Estes dois produtos contém água termal!

Protetor Solar FPS 70 da Minesol

IMG_20170621_131448405

Eu também já conhecia esta marca, recomendada por uma dermatologista. Escolhi um FPS bem alto, porque a minha pele é beeeem clara. Se você tem a pele oleosa, vai querer um protetor solar que não comprometa a sua pele e deixe seu rosto oleoso. Este aqui além de atender esta necessidade, também deixa a pele bem macia, como se fosse um hidratante. Uso todos os dias de manhã antes da maquiagem. Há também o FPS 30, 60 e 80.

Bônus nada a ver:

IMG_20170621_131403800

Eu estou usando esta óleo da L´Oreal para controlar o frizz do meu cabelo, mas vou fazer um post no futuro só falando sobre produtos de cabelo e hidratação, já que recentemente fiz mechas nos meus fios. 🙂

Comprinhas tecnológicas

Como de costume eu sempre deixo juntar um punhado de coisinhas que eu adquiri pra mostrar pra vocês e desta vez eu resolvi fazer um post de comprinhas tecnológicas, porque desde que me conheço por gente não resisto à novidades nesta área, sempre gostei de coisas que facilitem nossa vida, especialmente coisas relacionadas a audiovisual e comunicação, minha grande paixão.

Printer Polaroid

IMG_20170621_130844206

Eu comprei esta impressorinha no ML no final do ano passado, porque queria enfeitar o meu planner com as fotos da viagem. Tenho que dizer que me arrependi um pouco da compra, primeiro porque ao contrário do que o vendedor prometia, o produto veio sem nota fiscal. Não sei se é a minha impressora que está com problemas, mas a qualidade da foto não é lá estas coisas… e às vezes a impressão dá pau, você faz tudo certo e a impressora não funciona. Mas tirando isso, ela tem cumprido o seu papel que é a de imprimir memórias, colecionar momentos e eu gosto bastante – especialmente de imprimir fotos para presentear alguém. Ex: alguém que eu fotografe e no final da sessão eu passo uma das fotos por wifi da minha câmera para a impressorinha, imprimo a foto e presenteio o cliente. Eu acho ela mais prática do que as câmeras que imprimem foto, como as Polaroids e as Fuji da vida, porque você pareia o celular com ela e imprime qualquer foto que você queira, é mais prática pra carregar na bolsa. Se for comprar, compre de revendedores autorizados!

Como funciona?

Você baixa o aplicativo Polaroid Printer no celular, pareia por bluetooth a impressora com o celular e pronto. Muito prático! Você adicionar enfeites às fotos, pode imprimir duas fotos em uma, enfim, dá pra fazer bastante coisa.

Tripé + Pau de Selfie 

IMG_20170621_131042030

Eu comprei um pau de selfie e um tripé de mesa que usam o mesmo mecanismo para segurar o celular (de rosquear). É muito prático, pequeno, fácil de carregar. Você encontra em qualquer loja boa de tecnologia. Eu quis adquirí-los pra fazer vídeos (que ainda não foram feitos) aqui pro blog, pra filmar algum passeio, etc. E acho que com estas ferramentas, qualquer blogueiro consegue fazer bons vlogs sem precisar comprar uma câmera Sony da vida de R$3000,00 (como a Sony RX100, que é meu sonho de consumo) – já que os smartphones atualmente têm uma qualidade visual bem legal.

Wacom Intuos Pen Tablet

IMG_20170621_130937619

Esta mesa digitalizadora faz com que você consiga fazer trabalhos digitais manuais, ligando a Wacom ao seu computador. Eu especificamente uso para fazer retouch em meus retratos e o que antes eu levava 15 minutos pra fazer, agora faço em 5. É muito prático porque você consegue remover espinhas e manchas no rosto da modelo (ou do modelo) bem mais rápido e facilmente, já que está usando as mãos pra isso e não o mouse. Ele vem com uma caneta que torna o trabalho bem simples.

Este aqui eu comprei em um site de usados, na verdade este modelo já está fora de linha. Mas há muitos outros no site oficial da Wacom.

Leitor de Cartões de Memória

IMG_20170621_131131533

Desde quem um laptop que tive não lia cartões de memória, tornando minha vida um inferno, eu resolvi comprar esta coisinha muito pequena e simples que facilita muito minha vida. Não importa qual o dispositivo eu queira usar, eu posso usar este leitor através de um cabo USB e com segurança, ter meu cartão de memória lido (ele aceita vários formatos de cartão). Bem pequeno, você carrega em qualquer bolsinha.

Lente Sigma 24-70mm f/2.8 Macro

IMG_20170621_131159315

Esta lente é usada e tem 4 anos – comprei na OLX e o custo benefício dela é ótimo, bem mais em conta do que a mesma lente da Canon. Ela entrega trabalhos ótimos e atende ao que eu preciso e prefiro gastar o que gastei nela do que comprar uma da Canon e pagar a fortuna que é.

Por que eu comprei esta lente? Porque eu sempre fui uma fotógrafa retratista, portanto tenho lentes para retrato. E ultimamente tenho sentido necessidade de aumentar o quadro e colocar meus assuntos em um contexto mais amplo, mostrar mais o entorno. Fiz dois ensaios para minha irmã gestante, as fotos dela grávida e as fotos do seu chá de bebê e sofri pacas com minha lente de retrato. Como uso sempre lentes fixas, não tenho problema nenhum de bancar o carangueijo e me afastar para aumentar o contexto da foto. O problema é que nem sempre há espaço para o fotógrafo se afastar, e foi isso o que aconteceu nos ensaios da minha irmã. No primeiro, de gestante, estávamos no meu quarto, que é todo claro e ótimo para tirar fotos, mas o quarto é pequeno e não tive espaço pra trabalhar direito. No segundo fizemos em um parque de diversões que já estava lotado e não poderia me afastar senão passaria um monte de gente na frente da câmera rsrsrs. E no chá de bebê…. eu usei minha lente de arquitetura (a Rokinon 14mm f/2.8), para fotografar a decoração e o grupão, mas ela distorce as pessoas e as fotos ficaram bem estranhas. Me revoltei e juntei minhas economias para comprar esta lente usada e revisada, que está me atendendo muito bem.

Motorola G4 Plus

Adiei o quanto pude a compra de um celular novo, mas isso foi necessário e fui até uma loja disposta a gastar até R$1500,00 em um bom smarphone que tivesse uma boa câmera. A vendedora me deu vários modelos semelhantes e eu testei todas as câmeras. A câmera da motorola além de ter me parecido bem mais clara do que as outras, tinha uma lente um pouco maior em várias comparações.

Todas as fotos deste post foram feitas com este celular!

Ele vem com processador octa-core (tudo funciona bem rapidinho), 32GB de memória, 2GB de RAM, 16MP na câmera e 5MP na câmera frontal, sensor de impressão digital, tela 5.5″ Full HD 1080p e é dual chip. A bateria dura bastante e o carregador é turbo, carrega em 15 minutos. além disso, você leva duas capinhas (no meu caso uma vermelha e outra branca).

A câmera como eu já disse é bem clara, linda, fantástica e te dá a opção de usar no modo manual, onde você pode controlar o ISO, etc… assim como uma DSLR.

Se você quiser um post específico que mostre qualquer um destes produtos, só me avisar!

Paris como um parisiense

Image: @mattglm (via Unplash)

Por Bel Sliominas

Este post inaugura uma série de conteúdos maravilhosos sobre esta cidade que divide opiniões : PANAME 😉

Paris GIF - Find & Share on GIPHY

Estou à 8 meses morando em Paris e já tenho muitas histórias para contar e dicas para você que quer ser um « quase-local »…

Eu entendo perfeitamente a necessidade em tirar a foto clichê em frente à Torre Eiffel (confesso que de vez em quando eu faço também), mas existem bairros, ruas e lugares secretos, sem tanta concorrência e simplesmente incríveis que vale anotar, pra sua próxima visita. Pensando nisso, pensei em 10 passos em como ser um quase-local em Paris. Bora lá?

1) INSTAGRAME
Abra o Instagram e procure as hashtags #paris ou #parissecret e olhe os resultados que te agradam na timeline. Você vai se surpreender com a quantidade de lugares que vai encontrar para visitar e que ainda nao conhece, fora do circuito turístico. Ver fotos de um restaurante, uma rua charmosa, um museu diferente, tudo sob o olhar de terceiros pode ajudar nessa busca. Depois é só anotar e #partiunovoendereço 😊

2) SE APROXIME DOS LOCAIS
Pergunte para o host do AirBnb ou o recepcionista do hotel/hostel onde você está hospedado aonde eles almoçam, qual restaurante eles recomendam com preço honesto, qual lugar eles consideram interessante visitar, onde eles vão aos domingos. Quando for a um restaurante e se tiver abertura, converse também com o garçom, eles sempre tem ótimas dicas. Não fique com medo dos locais.

3) TRANSPORTE PÚBLICO SIM !
Esqueça taxi, translado de hotel e UBER em Paris . Parisiense anda de transporte público sim e prioriza o metrô para ir e voltar do trabalho. Temos até o « metro, boulot, dodo », que brinca com a dura rotina de um parisiense que é viver dentro do metrô pra ir pro trabalho e voltar pra dormir, rs. Dica: Aproveite o metrô com prazer, com 14 linhas que cruzam a cidade inteira, algumas são interessantes como a estação Abbesses, a mais profunda de Paris com 36 metros abaixo do nível do sol. Andar à pé é outra alternativa muito usada pelos locais e um presente para encontrar ruas charmosas pelo caminho. E também o Vélib, as famosas bicicletas parisienses espalhadas pela cidade (pra esse vale um post dedicado).

Paris GIF - Find & Share on GIPHY

4) FIQUE EM UM ARRONDISEMENT ATÍPICO
Ao invés de pagar os olhos da cara em uma hospedagem em hotel/hostel na esquina da Torre, que tal olhar para os arrondissements nem tão baladados ? Como todas as outras cidades turísticas do mundo, os locais não moram no centro e acabam migrando para os bairros no entorno por conta da gentrificação. Ou seja, quando você escolhe ficar do lado da Champs Elyssées, pode ganhar em outros aspectos mas dificilmente enxergará a verdadeira vida local. Cada arrondissement de Paris tem sua própria característica e é enriquecedor conhecer aos poucos cada um. Além de todos esses motivos, você pagará mais barato se hospedando longe de uma atração turística.

5) ALMOCE COMO UM PARISIENSE
O parisiense vai comprar uma salada ou sanduíche e sentar em uma pracinha durante a pausa do trabalho, mas também irá à um restaurante desfrutar uma refeição completa de entrada+prato+sobremesa, valorizando o ritual da refeição. A dica aqui é fugir dos restaurantes que possuem várias bandeiras no cardápio do lado de fora, pois quer dizer que ele é turístico e serve um pouco de tudo para agradar todas as nacionalidades. Procure os restaurantes fora da curva, com as famosas formules, onde você almoça barato com um cardápio fechado, geralmente numa faixa de 15 euros (depende). Os parisienses aos finais de semana compram produtos frescos e vão fazer picnics nos parques da cidade, e aí meus caros, a lista é gigante e vale um post só para falar disso.

Disney Pixar GIF - Find & Share on GIPHY

6) NÃO DEIXE DE IR NAS FEIRAS DE RUA
Paris é naturalmente uma cidade com inumeros feiras. Algunbs mercados de rua são especializados, como o Marché de Saint Ouen, apenas com objetos antigos. Indico também o Marché des Enfants Rouges e Marché d’Aligre. É maravilhosa a experiência de ver os produtos locais fresquinhos, a movimentacão de das pessoas com suas sacolas, as negociações e degustações. Neste site você encontra todos os marchés existentes em Paris.

7) CORRA DOS MUSEUS DE TODO MUNDO
Paris é a capital da cultura e possui uma lista imensa de museus incríveis. O Louvre é imenso e recomendo a visita mas precisa-se de dias de dedicacão para a empreitada. Existem outros museus igualmente bons, como o Musée Rodim, Musée de La Vie Romantique, Musée de Arts Forain, Petit Palais, Maison de Victor Hugo, ou Dali em Montmatre,que não são concorridos e você não faz fila para entrar. Vale a pena se jogar nos museus fora da curva.

Photobucket GIF - Find & Share on GIPHY

[Você, quando perguntarem se foi ao Louvre…]

8) APENAS OBSERVE
Essa é obrigatoria: escolha um entre os milhares de cafés ou brasseries parisienses, peça uma bebida e apenas observe as pessoas passarem. Um verdadeiro parisiense está sempre nos terrasses, mesmo no frio de -5.

Focusworld GIF - Find & Share on GIPHY

9) VÁ À UM PARQUE
É quase um inconsciente coletivo : os parques estão espalhados pela cidade e são encantadores e gratuitos. Esses dois adjetivos fazem com que nq primavera e verão os parques fiquem abarrotados de parisiensinhos sedentos por sol, vinho rosé e ar livre para fumar muito (brincadeira). Posso indicar vários : Jardin de Tulleries, Parc Morceau, Buttes Chaumont, Bois de Bologne, etc e etc e etc

10) VIVA AS MARGENS DO RIO SENA
O Rio Sena é praticamente uma extensão de um verdadeiro parisiense. A vista é estonteante, bate um ventinho agradável do Rio, é também gratuito, é limpo, é lindo, é tudo de bom. Apenas vá, seja para andar, comer, namorar, andar de bicicleta, ler, etc.

Paris GIF - Find & Share on GIPHY

UFA !
Humor à parte, eu sinto que nós, brasileiros, ficamos muito preocupados em fazer o « ckeck » em todos os lugares turisticos e não temos o prazer de desfrutar com calma os detalhes dessa cidade tão linda.

É preferível aproveitar um momento de paz que irá ficar na sua memória para sempre, que fazer um roteiro pensando apenas no que todo mundo faz ou vai. Viajar trará uma recordação muito particular em cada um nós e eu sou sempre favorável ao novo, desconhecido e LINDO – E em Paris, isso não é difícil !

Você tem uma dica de como ser um parisiense ? Conta pra nós !

Como superar uma separação

Eu sei que você está sofrendo porque achava que seu casamento seria pra vida toda. E provavelmente tinha sonhos como os meus, de envelhecer juntos, superar todo o tipo de problema juntos, de fazer projetos juntos. Isso é coisa de quem tem aptidão pra acreditar em família, em união pra sempre, em uma escolha pra vida toda. E nem dá pra tentar resumir tudo o que se sente nessa hora ou tentar explicar, porque é uma mistura de coisas, de sentimentos variados e tentar entendê-los é outra coisa que toma tempo e cansa.

Você está se sentindo fracassada, está pensando onde errou, onde poderia ter feito melhor. E pode ser que se dê conta que deu o melhor de si, que foi inteira em tudo, que foi leal, fiel, parceira, honesta, sincera – transparente. Dependendo do que aconteceu você vai sentir raiva, no meu caso: acreditei em tudo o que me foi dito, todos os dias, todas as horas, sempre acreditava no que me era dito como uma verdade. Até que de uma hora pra outra, tudo aquilo já não era mais verdade há tempos e eu fui literalmente a última a saber. Você pode se sentir traída mesmo que não tenha sido um caso de traição – se for do tipo que ainda acredita na palavra das pessoas, como eu. Pode ficar tentando achar culpados (em vão: as coisas não são tão simples assim). Vai ter uma fase em que você vai passar por cima do seu orgulho e dizer: vamos tentar de novo? Por que você não volta, podemos sentar, conversar e melhorar. Vai se decepcionar com a frieza da resposta, da falta de arriscar no que é simples: Simples assim. Porque pra gente as coisas são simples, o que precisa ser feito, a gente faz. O que precisa ser dito, a gente diz. O que precisa ser aprendido, a gente aprende. O que precisar ser esquecido, leve o tempo que for, a gente esquece.

Eu não sei o que aconteceu com você, mas sei que provavelmente você fez todo o esforço possível pelo seu relacionamento e, acredite em mim, não é sua culpa se ele terminou. Não é sua culpa se você esvaziou todo o seu coração e entregou todos os seus melhores sentimentos para a outra pessoa, sem medidas, e ele não entendeu, não sentiu, não soube reconhecer ou dar valor. E vai doer, porque dói pra caralho (e não há outra palavra), e demora pra passar. Você, guerreira que é, vai se apegar no seu trabalho, nos seus filhos (ou cachorros), na sua família, nos seus amigos… e quando chegar à noite ou o final de semana, vai chorar seu choro mais dolorido porque ele não está ali do seu lado.

E vai provavelmente ficar se perguntando como se consegue jogar fora uma história com tanta facilidade? Ou em que momento as coisas começaram a degringolar e você nem notou? E eu volto a dizer: não adianta chorar sobre o leite derramado. As pessoas simplesmente fazem o que elas acreditam que é certo (pra elas) naquele momento. Não adianta remoer e sofrer ainda mais. Não adianta tentar voltar. Não vai dar certo. Eu tentei, não deu certo. Então pula esta parte e não sofra ainda mais.

A primeira coisa que você precisa fazer é se apegar em quem ou no quê te dá forças. Família, Deus, amigos. Eu fiz tudo isso. Voltei a ir à missa todos os domingos. Procurei estar perto da família sempre que possível. Pedi colo quando precisei. E chorei, chorei, chorei. Chora mesmo, deixa doer, porque é como uma ferida: precisa pegar ar pra cicatrizar. Vai doer até criar a casquinha. Até o dia em que ela não estará mais lá (e este dia não vai ser tão rápido, é preciso ter consciência disso e paciência).

Ou seja, se a pessoa se separou de você e dois meses depois aparece com outra, vai por mim: azar o da outra. Mal deu tempo de ele fazer a mudança dele. Não existe isso, a menos que este relacionamento já venha acontecendo há um tempo (e aí estamos falando de falta de caráter – e você não merece gente assim do seu lado). Ninguém sai de um relacionamento de anos e dois meses depois já está pronto para outro relacionamento. Qualquer psicólogo ou psicóloga vai concordar com isso e ter consciência disso é sinal de bom senso e MATURIDADE.

Quando você se dá conta que no matter what, quem te ama de verdade sempre vai estar com você e o Cara Lá De Cima também, vem uma força que você nem sabe de onde, mas que você sabe que existe, porque você sente!!! E você vai precisar dela pra resolver a parte burocrática, que é mais chata.

Evite a todo custo um divórcio litigioso. Isso só faz doer ainda mais. Lembre-se de todo o caminho que já percorreram e que é perfeitamente possível resolver as coisas com respeito e carinho (ninguém deixa de sentir carinho pela pessoa que amou da noite pro dia). Se puderem usar o mesmo advogado (alguém em quem confiem), melhor. Evite a disputa. Evite o desgaste. No entanto, não abra mão dos seus direitos. E no dia de assinar o maledeto documento, vá altiva. Vista uma roupa bonita, se maquie, escute músicas alegres. Eu pedi pra minha mãe ir comigo. Se achar que não vai aguentar ir sozinha, peça pra um irmão, amigo ou alguém da família te acompanhar.

Evite chorar na frente da cartorária…!!!! Eu chorei – MUITO – quando cheguei em casa. Mas jamais faria isso na frente do advogado e da cartorária. Ninguém ali tem culpa do que está acontecendo. Vá preparada. Ela vai ler em voz alta toda a papelada e vai perguntar se vocês têm certeza do que estão fazendo e se seu ex for tão decidido quanto o meu, ele vai responder prontamente e em voz altíssima que SIM.

Então você precisa entender que agora é um recomeço. Uma nova chance. Uma nova vida. E que nada acontece por acaso. E que você pode ser a sua melhor versão, a partir de agora. Pode usar este tempo sozinha para redescobrir a si mesma. Pra fazer as coisas que gosta e nunca tinha conseguido fazer até então. Pra chamar quem quiser pra sua casa ou ir visitar quem quiser e chegar a hora que quiser. Pra fazer uma viagem, um curso de algo que te interesse, pra adotar um cachorro, uma criança, aprender a cuidar de um jardim (e definitivamente do seu jardim), e quem sabe até superar um desafio?

Por exemplo: eu odeio dirigir em São Paulo. E uma das minhas metas é conquistar minha independência pra eu poder ir e vir quando e pra onde eu quiser. Do que você tem medo? Que tal enfrenta-lo? Depois de superar uma separação, você verá que poucas coisas te assustarão mais do que isso.

Dia após dia, você vai perceber que esta nova vida está até interessante e que a felicidade só depende de você, ela é uma escolha. Espante a melancolia fazendo coisas agradáveis, alegres e estando em companhia de gente que te põe pra cima. Seja grata por tudo o que conquistou, pelo que ainda pode conquistar, por tudo o que você aprendeu, por quem você é. Lembre-se de que há dores mais profundas, há problemas mais graves – e irreversíveis.

Parece o fim do mundo, mas eu vou te contar uma coisa: Deus não está nem aí pra o que foi dito no altar, quando duas pessoas estão sofrendo, fazendo mal um para outra, quando não está dando certo. Ele quer é te ver feliz, esta é a maior verdade: que o amor de DEUS por nós está ACIMA de qualquer coisa. Ele quer que você encontre aquela pessoa que está rezando pra encontrar alguém como você e que vai te dar valor quando te encontrar.

Alguém que vai te conhecer até debaixo d´água. Alguém que vai amar suas qualidades e seus defeitos. Que vai ter maturidade durante as discussões e desafios de uma vida a dois. Alguém que tenha a mesma aptidão que você tem em fazer o que for preciso para que o relacionamento seja, sim, para a vida toda. Alguém que vai te merecer. Porque você é especial, é uma grande guerreira, uma grande mulher. E tem um monte de gente aí fora que daria tudo pra encontrar uma pessoa assim: leal, forte, agradável, bonita, generosa, parceira, guerreira, sincera e sensível – como você é.

Se a gente soubesse realmente se amar, provavelmente a iniciativa teria sido nossa, lá pela terceira tentativa, pelo terceiro sacrifício, pela terceira vez em que concedemos algo, que abrimos mão de algo por esta outra pessoa – sem retorno. Mas acontece que a mulher veio com esta capacidade infinita de abnegação… portanto, agora é hora de você aprender a se amar e se respeitar de verdade. Você precisa disso para não sofrer de novo no futuro. Aí, não importa o quanto tempo leve, ninguém mais vai se aproximar de você pra lhe fazer mal, sem sua permissão.

O que fazer com o amor que sentia? Continue amando. Sim, continue amando e deseje que esta pessoa seja genuinamente feliz. Com que for, onde for, como for. Que ele possa realmente encontrar a felicidade que deseja, que possa ser quem deseja. Que possam ser amigos, um dia. Que possam sempre contar um com o outro. O amor de verdade é isso. É renúncia. E dói. Mas não sentir nada e não amar, é muito pior. Portanto: seja quem ama. Seja quem perdoa. Seja quem vai estar sempre lá quando a outra pessoa precisar.

Mas seja boa pra você também.

Sua lição de casa: olhe-se no espelho e veja que pessoa formidável você é. Faça uma lista de coisas que quer fazer, lugares que quer conhecer, pessoas a quem visitar. Trabalhos e causas em que acredita. Livros pra ler, novos shows pra ver. Vista seu melhor sorriso. Vista uma roupa que se sinta bonita e então,

Vire a página, definitivamente.

Comprinhas de farmácia!!!

Moças, preciso dizer que estas compras foram feitas nos últimos dois meses, não pensem que eu sou a louca da maquiagem, eu quase sou – não sou ainda!

Ocorre que tenho visto muitas reviews na internet falando sobre marcas de segunda linha que são razoáveis, as meninas têm usado e gostado. Então eu resolvi comprar algumas coisas da Luisance pra testar.

Uso a Tracta há muito tempo e sempre gostei da marca. Acho esta marca melhor que a Luisance. E as embalagens bonitinhas de sombra são da Vivai, que nunca tinha ouvido falar – comprei pela embalagem. O resultado não foi ruim!

E tem a Vult. Comprei dois iluminadores desta marca, um em pó (brilha muito, até demais pro meu gosto) e um em creme que é ótimo, bem perolado do jeito que gosto. Fora isso também comprei deles uma base que testei na farmácia e achei a cor ótima pra minha pele. Quando quero uma make de cobertura leve, uso esta base. Quando quero bastante cobertura, uso a base matte de alta cobertura da Tracta.

Se vocês quiserem alguma review de algum destes produtos me peçam, tá? ]

IMG_6422

Batom da Natura: Violetta 101-M (Mate) – como sou bem branca, ele ficou bem destacado! As vendedoras da loja gostaram bastante e me disseram assim: use!!! Você ficou muito bem com ele. Mas, usei bem pouco, ainda!

O segundo batom é da Maybelline: Cor 205, Xeque Matte. Ele é um nude puxado pro dourado e eu comprei pra ornar com uma make mais dourada. Gostei!

O primeiro batom líquido da foto é o Anne, um lilás queimado. Amei! E o segundo é o Marylin, um vermelhão lindo!

IMG_6424

O primeiro batom líquido da Bruna Tavares é o Helisa, um violeta bem forte que eu gostei muito, mas ainda estou usando pouco pra não ficar muito forte! O segundo é o Thamires, bastante parecido com este da Tracta acima, mas este da Bruna é mais lilás.

IMG_6429

A base da Vult que disse, esta cor é o Rosa 01, não é o HD, heim gente!!! Esta é a base efeito Matte, longa duração para pele mista a oleosa. A cobertura é leve, só não gostei muito do cheiro, achei forte. Mas ele deixa a pele bem lisinha. A minha pele é branca rosada, se a sua também é, é uma boa opção.

O iluminador em pó HD da Vult é bem bonito, puxado pro pêssego. Eu passo pouco, porque tem um glitterzinho.

O outro iluminador pode ser usado tanto como primer, antes da maquiagem, como depois, apenas iluminando as partes desejadas. Este é bem perolado e eu adorei!

IMG_6430

Estas máscaras deixam os cílios poderosos, parece que usei cílios postiços. Eu acho que eles craquelam um pouco, mas o resultado fica muito bom. Uso primeiro a de volume, depois a de alonga.

A base matte da Tracta tem alta cobertura e é estilo reboque! Eu uso apenas um pinguinho de cada lado do rosto e já é suficiente. Ela não transfere, depois de passadas 1 ou 2 horinhas (mas lembre-se que uso pouco). Eu gosto muito dela, porque ela é exatamente da cor da minha pele (cor Base Matte 01), não fica nenhuma diferença do rosto pro pescoço – e ela esconde tudooooo!!!! Não fico com espinhas (e olha que tenho tendência a ter espinhas).

E o blush é o Mística, também da Tracta. Ele é meio rosê, lindíssimo.

IMG_6432

Este estojo de pincéis é da Macrilan, comprei em uma perfumaria do Shopping Taboão. O pincel esponjinha B401 é maravilhoso pra passar base. Não quero usar outra coisa!!!

IMG_6437IMG_6439

Todas as duas paletas foram compradas em uma farmácia, porque não resisti às cores e à embalagem. A fixação é razoável e a pigmentação também. Pra uso no dia-a-dia, achei que funcionam bem! Não irritaram a minha pele. A marca é Vivai…. (?)

IMG_6440

A paleta de contorno da Luisance vem com 12 cores. Eu já testei e não irrita a minha pele, nem deu espinhas, nada. A pigmentação não achei muito boa, mas novamente: pra uso no dia-a-dia e pra maquiar minhas modelos (sou fotógrafa retratista), está de bom tamanho. Eu uso a segunda da primeira fileira lá em cima, como blush – além de usar para contorno, de vez em quando.

IMG_6442

Esta paletinha nude da Luisance tem uma pigmentação bem razoável, viu??? Ela é ótima, porque não tem brilho. Eu amo sombras sem brilho e de cores básicas como a desta paleta, para uso cotidiano. Também não me deu nenhuma reação alérgica.

IMG_6095

Não sou maquiadora profissional, mas fiz esta make para fotografar minha irmã gravidinha e usei praticamente todos os produtos listados neste post! O batom que usei foi o da Maybelline.

E vocês, meninas, que maquiagens têm testado ultimamente? Me contem, eu amo maquiagem!!!!

Armário Cápsula: Calça preta!

Featured picture source

Nós publicamos um artigo sobre o minimalismo, na semana passada. Neste artigo contamos a história de uma blogueira americana que decidiu colocar todas as peças do armário em um bazar e ter um armário-cápsula. Peças que possam ser combinadas entre si, básicas, minimalistas. Os benefícios disso são vários, faz bem pra nossa vida financeira e pra nossa alma!

Nós vamos mostrar algumas peças do armário cápsula e como podem ser usadas. A primeira será a calça preta!!! A calça preta é um coringa, vai com tudo e pode compor um look mais sofisticado, mais urbano, clássico ou básico. Vamos às inspirações? Todas as imagens nós tiramos do Pinterest!

Uma calça de alfaiataria básica, composta de um jeito esportivo. Eu AMO!

Uma pantalona, super bonita e confortável!

Calça preta com bota e camisa solta. Charmoso e simples!

Ambos os looks monocromáticos, super chique, super lindo.

Uma calça bem “sequinha! com scarpin preto e uma blusa básica. Pronto, você está lindíssima e chiquérrima!

Vick Beckham provando que a simplicidade é tudo! 😉

Cara Delevingne super linda misturando uma tee meio pop com a calça linda e uma corzinha no sapato.

A calça jeans antiga ainda pode ser útil, dá uma rasgadinha nela e faça um look mais rocker, como este da foto.

A calça pijama como esta da foto é super confortável e moderna, vai tanto com um tênis como com scarpin e fica linda.

A pantacourt é amada ou odiada. Mas quem gosta, ama! E se combina com seu estilo, pode compor looks bem largados ou bem estilosos. 🙂

A calça preta vai com tênis, com sandália, com chinelo, com scarpin, com sapatilhas, com tudo! Aqui vai mais uma composição beeeem básica, mas beeeeem linda.

Sou cada vez mais do time que acredita que a beleza tem que vir de quem nós somos e não das peças de roupa que a gente veste. Isso é realmente o de menos! Vamos dar mais atenção ao que vale a pena? Você gosta de peças básicas? Então acompanhe nossos posts, daremos ideias novas a cada semana!