Casa Estilo de Vida

Leia este artigo antes de começar a reforma do seu apartamento!

Não tenha pressa de montar o seu espaço... vai fazendo devagar, pouco a pouco fazendo as paredes brancas tomarem forma, vida e serem um reflexo do seu mundo interior. O que é a nossa casa, senão a caracterização do nosso mundo interior?

Você comprou seu apartamento, recebeu as chaves e agora se depara com um desafio ao mesmo tempo excitante e assustador, que é o de montar a sua casa. Excitante, por razões óbvias: é hora de você montar o seu lar exatamente do jeito como você sonhou, deixá-lo com a sua cara, contando suas histórias, fazê-lo um lugar acolhedor e onde você se sentirá segura (sozinha ou com quer que more junto). Assustador porque na hora de colocar na ponta do lápis, verá que montar uma casa – especialmente do zero, e nosso post vai focar nisso – é muito mais caro do que você poderia supor.

Nós vamos dar umas dicas simples de erros e acertos para serem seu ponto de partida nesta jornada. Pode acreditar: tanto os erros quanto os acertos, saíram da nossa própria experiência. A gente não pesquisou na internet as cagadas que vai te dizer! Foi a gente mesmo quem as fez, amiga! Então anota aí e não faça a mesma coisa!

Se você sempre foi ansiosa e quis fazer tudo de uma vez, chegou a hora de mudar!

A pior coisa que você pode fazer pela sua vida ao comprar um apartamento (ou casa), é querer montar tudo de uma vez, a não ser que tenha uma boa reserva, seja para investir, seja para pagar um crédito reforma da vida. Como nós acreditamos que você provavelmente usou suas reservas para a compra do apartamento, não achamos que seja o seu caso. Se for, maravilha: use-o com sabedoria! Não gaste 70% (ou mais) do que você guardou ou pegou emprestado em um armário maravilhoso e em laca, com pintura automotiva e mármore carrara. Distribua-o na medida do possível para o máximo que conseguir montar, nos ambientes da casa.

Se você é como a maioria dos brasileiros e não tem dinheiro guardado, não vá pegar o cartão de crédito e sair fechando todos os contratos com todos os fornecedores, ou entrará em um colapso financeiro. O que você precisará fazer, tanto em um caso quanto no outro, para fazer o melhor uso possível do seu dinheiro ou para não arcar com uma dívida maior do que a que consegue fazer, é um planejamento de montagem do seu apartamento. Ele será feito em etapas e você deve considerar as maiores e menores prioridades, de acordo com seus critérios. Na maioria das vezes o maior critério e o mais comum é: poder mudar! Pense no básico que precisa fazer, para poder mudar. Há também outras coisas a se pensar, como: o que suja mais e não é nada bom fazer quando você já estiver morando e seus móveis dentro da casa, etc.

As regras aqui, são duas:

  1. Não queira fazer tudo de uma vez
  2. Sempre faça aquilo que consegue pagar, considerando suas outras despesas fixas e variáveis

Defina as SUAS prioridades

Nossa dica aqui é que você defina o seu estilo e as suas prioridades, e não se deixe levar pelo barulho de fornecedores e da família. Seu gesseiro te diz que está na moda fazer uma sanca, ou instalar cortineiros em todos os ambientes, mas você não quer perder pé direito, não gosta de sancas e quer justamente que o varão da cortina apareça. Acredite: seguir o estilo e a cabeça das outras pessoas não apenas vai contribuir pra que você viva em um lugar que não tem exatamente a sua cara, mas também vai adicionar cifras à sua planilha – e é isso que você não quer. Nesta lista de prioridades, pode existir algumas coisinhas que não tenham nenhuma grande serventia e que você não faça nenhuma questão – podendo economizar. A gente não está dizendo que você não deva instalar uma sanca e um cortineiro! Foram só exemplos! Siga o seu estilo. Não tem certo e errado. Tome cuidado com o que fornecedores dirão que é “o certo” ou que está “fora de moda”.

Você definiu o seu estilo (contemporâneo, rústico, bucólico, minimalista, urbano?), pesquisou várias imagens no Pinterest e já tem uma boa ideia do que quer fazer e o que não quer. Nossa sugestão é: contrate uma designer de interiores!

Muitas vezes a gente acha que vai poupar dinheiro onde mais pra frente percebe que não foi bem assim. Muitas de nós do LBB já decoramos nossos apês sem uma consultoria e escolhemos pisos errados (não ideais para apartamentos com cachorros), cores erradas (pisos e móveis escuros demais), falta de personalidade num quarto todo branco sem nenhuma cor. Uma consultora vai poder te responder perguntas e evitar que você invista dinheiro onde não precisa ou que invista nas coisas erradas!

  • Qual o melhor piso para apartamento com pets?
  • Qual a cor menos indicada para os pisos e os revestimentos, levando em consideração o tamanho do apartamento?
  • Que piso escolher se você quer conforto térmico e/ou acústico?
  • Quais as cores mais indicadas para um dormitório?
  • Como decorar um banheiro sem iluminação natural?
  • Como aproveitar bem os espaços em um apartamento pequeno?
  • Como integrar os ambientes?
  • Qual o melhor plano luminotécnico para o meu apartamento e por que isso é importante?
  • Qual a melhor disposição para os móveis dos quartos?
  • Onde posso fazer meu cantinho de leitura, ou meu home office, ou a casinha do meu cachorro?

Investir em uma designer te trará a resposta para estas perguntas, um plano de trabalho a seguir – sem desperdício de dinheiro e de materiais e tendo a certeza de que você está seguindo o caminho certo, que não vai te trazer dores de cabeça ou arrependimento no futuro.

Contratar uma designer não significa que você precise fazer tudo o que ela projetou, de uma vez só. Faça por etapas! Tenha um plano!

(Lembre-se: há projetos que levam em conta apenas a consultoria, que são os mais baratos, e há projetos que acompanham tudo, do projeto às obras e às reformas – estes são os mais caros e aqui nossa dica é pra quem quer economizar e só precisa da consultoria).

Critérios para priorizar a reforma do seu apartamento

  • O básico necessário para você poder mudar
  • Reformas que façam muita sujeira ou que não devam ser feitas com pessoas morando na casa (ex: uso de produtos que exalem cheiros fortes)
  • Os ambientes da casa que serão imprescindivelmente utilizados
  • Um ambiente por vez – aquele que você precisa de estrutura e sem a qual não consegue viver ali

Estes são alguns critérios mais comuns de definições para reformas de um apartamento ou casa recém entregue. Defina qual o seu e abra uma planilha! Divida a reforma em fases. A primeira fase inclui as coisas imprescindíveis e na medida em que o tempo vai passando, você vai fazendo das coisas mais importantes para as menos importantes.

No entanto, não separe a sua lista por ambiente, mas por tópicos. Por exemplo: uma lista de eletrodomésticos, para os quais você pode colocar uma prioridade de 1 a 5 (sendo 1 aquele sem o qual você não consegue viver, como um chuveiro e o aquecedor à gás, por exemplo) e 5, aqueles que você pode deixar de comprar por enquanto (como a televisão hahaha). Outro exemplo: uma lista de mobiliário e móveis planejados. É importante fazer suas listas por tópicos, porque provavelmente vai sair mais barato fazer os planejados do apartamento todo de uma vez só do que fazer um ambiente por vez. Em tudo o que listar, coloque sempre uma prioridade e adicione o valor exato ou aproximado.

Depois, fica fácil. Você vai fazer primeiro, tudo o que for prioridade 1. E vai deixar por último o que tiver classificado como prioridade 5.

Algumas dicas de listas para você fazer:

  • Eletrodomésticos e eletrônicos
  • Mobiliário e planejados
  • Iluminaçao
  • Acabamentos e outros (aqui se inclui fechamentos de sacada e área de serviço, gesso, etc)
  • Decoração
  • Acessórios (ex: os do banheiro)
  • Consultoria e serviços (ex: instaladores, designer, etc)

Sempre que fechar um contrato com um fornecedor, tenha em mente quanto de margem você está deixando para suas outras contas: o financiamento, água, luz, gás, condomínio, internet, supermercado, etc. Não comprometa o que sobra da sua renda com dívidas da reforma.

Sugestões de fases de reforma

Fase 1:

  • Instalação de piso
  • Troca de revestimentos (se for o seu caso)
  • Instalação de gesso no teto (sancas, drywalls, molduras, etc): o gesso faz a maior sujeira!
  • Pinturas das paredes
  • Instalação de rede de proteção na sacada e em todas as janelas (importante principalmente para quem tem crianças ou pets em casa)
  • Fechamento da área de serviço
  • Compra e instalação do aquecedor à gás (sem ele você não consegue tomar banho)
  • Compra e instalação do chuveiro
  • Montagem da cozinha – caso pretenda se mudar logo e seja necessário preparar suas refeições
  • Considere a compra de fogão/cooktop e geladeira se for o caso acima e de uma máquina de lavar – caso não tenha
  • Compra de uma cama, caso não tenha
  • Troca das chaves da porta ou instalação de chaves-tetra (para maior segurança)

Fase 2: 

  • Instalação dos móveis planejados do quarto, banheiro e demais que ficaram para um segundo momento (caso você não tenha fechado tudo junto)
  • Compra dos eletrodomésticos de prioridade 2 (ex: televisão, microondas, etc)
  • Projeto luminotécnico

Fase 3: 

  • Compra de outras coisas que precise como: mesa de jantar, cadeiras, sofá, rack…
  • Compra de itens de decoração
  • Instalação de cortinas
  • Paisagismo (se)
  • Fechamento de sacada (se for o seu caso)
  • Compra de um enxoval para cama, mesa e banho

Nossas dicas super-importantes:

  • Coloque TUDO na ponta do lápis
  • Tente reutilizar tudo o que puder
  • Considere a compra de usados, quando possível e quando convier (ex: não recomendamos a compra de eletrodomésticos usados, mas móveis sim)
  • Pegue recomendações de todos os serviços e produtos que utilizar, em grupos do Facebook, no Reclame Aqui, em sites especializados: isso pode evitar dores de cabeça grandes e imensas!!!
  • Quem quer economizar deve trocar o mínimo possível do que foi entregue pela construtora!
  • Mais uma vez: não existe certo e errado. Não existe fora de moda ou na moda. Existe o que faz sentido pra você: seja porque você gosta, seja porque conta uma história da sua vida e da sua personalidade, seja porque FUNCIONA, seja porque é o ideal pra você, levando em conta seu estilo de vida.

Esperamos que este guia seja útil pra você, nesta jornada de montar um apartamento (sozinha ou não). Pra fechar este texto, uma provocação: a nossa casa se monta aos poucos. Devagarinho, trazendo nossas experiências para dentro de casa, referências de lugares por onde passamos, de pessoas que amamos, de coisas que vimos, de gente que encontramos. É também por causa disso que você não precisa ter pressa. Não tenha pressa… vai fazendo devagar, pouco a pouco fazendo as paredes brancas tomarem forma, vida e serem um reflexo do seu mundo interior. O que é a nossa casa, senão a caracterização do nosso mundo interior?

Leia também:

Canais que recomendamos:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: