Bem Estar

Quarentena: Cuide da sua saúde mental!

Na Itália, enquanto milhares e milhares de pessoas morriam todos os dias, decorrentes da incapacidade do sistema de saúde em lidar com tantas pessoas precisando de terapias intensivas ao mesmo tempo, os moradores em lockdown cantavam nas sacadas das maiores cidades. Em Paris, um cantor da ópera francesa se apresenta na janela para seus vizinhos. Na janela de seu apartamento, um jovem francês faz apresentações de teatro todos os dias à tarde, para seus vizinhos do lado e da frente. Ainda em Paris, um musicista toca seu saxofone todos os dias no entardecer, e depois acena para a vizinha que o está observando do outro lado da rua (sendo ela a minha irmã).

No mundo inteiro as pessoas estão buscando maneiras de driblar a solidão, o ócio, o medo e ansiedade, durante a pandemia da Covid-19, o novo Coronavírus. Ficar em casa, em quarentena, não é fácil. Escritórios liberam seus colaboradores para o home-office e eles agora precisam aprender a administrar e manter a produtividade com tantas distrações dentro de casa e com a proximidade dos filhos e familiares. O medo de contrair a doença ou de alguém que amamos contraí-la, medo do que pode acontecer, do que será o amanhã, a ansiedade em pensar quando tudo isso vai acabar e como será o mundo depois que acabar – como seremos nós, depois que tudo isso acabar! A interrupção das nossas atividades: aulas, atividades espirituais, trabalhos, encontros com amigos, tratamentos médicos, serviços. A falta de concentração enquanto tentamos ocupar nossa mente. O receio de sair na rua e contrair o vírus deixa famílias sem entender se é melhor se trancarem em casa e ficarem totalmente dependentes de serviços online, ou se tudo bem sair de máscara para serviços essenciais como supermercado e farmácia. A sensação de impotência em não poder fazer muito para ajudar e proteger a todos. O pânico. A ansiedade em olhar em volta e ver o mundo em caos, países lidando com a doença, pessoas acometidas, como um apocalipse. Cenas que muitos de nós só vimos em filmes, ou nas histórias que nossos avós e bisavós nos contam.

Já parou pra pensar quantas pessoas da sua família passaram por situações semelhantes? Guerras. Pandemias. Problemas econômicos e políticos. Quem não tem ou conhece alguém que tenha uma avó, avô ou bisavós que saíram do seu país fugindo de alguma destas situações? Quem de nós não conhece ou ouviu falar de pelo menos uma pessoa que tenha assistido a um cenário como este e sobrevivido a ele?

Uma italiana de 103 anos foi, durante algumas semanas, a sobrevivente mais velha do Covid-19. Foi internada. Ao sair do hospital, disse que acha que deu tudo certo porque enfrentou a doença com serenidade. Isso sempre me leva a pensar em uma história que assisti em um vídeo de treinamento contra incêndios. Era de um incêndio em um grande hotel de Las Vegas, que matou milhares de pessoas. Algumas delas não conseguiam girar a maçaneta do quarto, não porque estivesse quente ou porque a madeira da porta tivesse dilatado: a maçaneta girava para o sentido contrário do que estamos acostumados. No pânico, as pessoas não se deram conta disso. Foi pensando nisso que eu não surtei quando me enfiaram debaixo de um túnel claustrofóbico pra fazer uma ressonância. E é pensando nisso que eu tento levar os meus dias, mantendo a serenidade, o equilíbrio e a fé. Fácil ninguém prometeu que seria! Desde o começo da história da humanidade nós sabemos de períodos terríveis que mudaram a vida das pessoas, com milhões de vidas acometidas.

Os problemas do mundo sempre serão os mesmos, entra ano e sai ano: desigualdades sociais, briga e disputa de poderes, disputa de classes, pessoas tentando sobreviver, outras tentando se dar bem a qualquer custo. Exploração predatória e irresponsável do meio ambiente. As consequências disso nós vivemos todos os dias e estamos vivenciando agora. Nós temos duas opções: uma delas é nos rendermos ao desânimo, ao desespero, ao pessimismo, à depressão – o que é bem fácil. A outra é nós lutarmos por aquilo que nem todos conseguiram, que é a vida. Uma das maneiras de fazer isso é cuidarmos da nossa mente. A cabeça nos conduz,ela é a origem dos nossos caminhos, das resoluções e problemas da nossa vida. Querem um exemplo? Eu percebi que boa parte do meu medo de avião tinha base na minha própria imaginação, não eram fatos concretos ou reais. Não é o mesmo caso agora, eu sei. Agora nós abrimos a janela e vemos pessoas andando aglomeradas na rua, mal se importando ou se dando conta da realidade que as cerca. Agora, nós ligamos a televisão e temos notícia de inúmeras mortes diárias e, no caso do Brasil, lideranças fracas e negligentes.

Como lidar com tudo isso? Pensei com cuidado e carinho em algumas táticas pra nos mantermos sãs e fortes, até este pesadelo acabar. São coisas que estão funcionando comigo e podem funcionar com você também:

Afaste-se de gente negativa e pessimista. 

Você não precisa de mais negativismo e mais nhaca perto de você. Os noticiários já se encarregam disso! Que a coisa tá feia e provavelmente vai ficar assim durante um tempo, eu e você sabemos.

Cerque-se de pessoas que te digam: vai passar!

Fique firme! Porque de fato, vai passar.

Oração/Ioga/Meditação/Afins

Agora é a hora de você voltar a ler a Bíblia, ou aqueles livros espirituais ou místicos que estava querendo ler. Agora é a hora de começar a meditar (há vários tipos de meditação e um deles com certeza vai se encaixar no seu perfil), de treinar respirações, de fazer ioga, de abrir o tarô, de fazer qualquer tentativa que se alinha com a transcendentalidade em que acredita. É disso que vem a nossa força e o nosso equilíbrio.

Atividade Física

Sempre digo que, no meu caso, emagrecer é o de menos. O que a atividade física faz de melhor em mim é acordar minhas endorfinas, serotoninas e afins. Nos sentimos mais dispostas, mais felizes. Atividade física ajuda em nossa imunidade. Você não precisa de uma esteira ergométrica pra isso, basta ligar o YouTube e procurar por alguma sessão fitness ou aula de dança – algo que tenha a ver com você. Comece pra ontem (melhor fazer em casa – e sozinha)!

Leituras (as melhores!)

Seja comprando um livro em alguma livraria online, seja pedindo emprestado pra alguém, seja desenterrando os livros da sua estante, agora é a hora de engatar uma leitura na outra. Escolha as melhores! Aquele tipo de leitura que atrai toda a sua atenção, você não larga o livro. Se precisar de indicações avisa a gente nos comentários!

Faça projetos

Você quer comprar um apartamento? Fuce nos portais de compra de apartamento. Procure projetos de decoração. Você quer fazer cursos? Procure as escolas. Você quer fazer um intercâmbio? Procure os melhores países e as melhores cidades. Você quer aprender uma nova profissão? Ache qual, ache onde. Quer começar um projeto social? Quer empreender? Coloque os planos no papel. Não tem planos? Faça-os. Olhe pra frente, pense no futuro, faça projetos, ocupe a cabeça. Nossa mente sem objetivos é vaga e vazia. Planos e projetos nos trazem frescor, felicidade e motivos pra acordar de manhã.

Escreva para os amigos

Seria bom se pudéssemos escrever cartas, mas ir aos Correios na atual situação é arriscado. Temos os e-mails como nossos aliados! Faça uma lista de amigos com quem há tempos não fala e vá escrevendo mensagens carinhosas, atenciosas, a um por um da sua lista. Como eles estão? O que têm feito? O que têm sentido? Conte também sobre você.

Maratone canais no YouTube

Costumo fazer algumas maratonas em canais que gosto. Enquanto passo as minhas roupas ou cozinho, vou assistindo aos vídeos. Escolha por temas: fotografia, tutoriais, decoração, maquiagem, música…

Experimente novas receitas

Sabe aquela receita que você viu no feed do Facebook e ficou com água na boca, mas nunca teve tempo de fazer? Pois bem. Agora é a hora! Compre os ingredientes online e passe uma tarde escutando música, tomando um bom vinho e cozinhando. Eu já fiz alguns bolos e agora quero fazer um arroz frito, de panela (até comprei uma wok!). O ato de cozinhar, com calma, com vontade, com carinho, é extremamente terapêutico e vai te fazer muito bem. Eu juro!

Brinque com as crianças e/ou com os cachorros

Nada melhor do que interagir com quem tem o coração puro e o olhar fresco, sem malícia, sem maldade, sem a influência de sentimentos que nos acometem (medo, angústica, ansiedade). Olhar nos olhos de uma criança e mergulhar na atividade que estiver fazendo com ela será um bálsamo para o seu espírito, uma verdadeira renovação de energia! Para ajudar a ocupar as crianças, que têm muita energia pra “queimar”, procure atividades na internet, façam receitas juntas, preencha o dia com atividades lúdicas e divertidas. A cabecinha delas, assim como a sua, vai estar ocupada e a noite de bom sono garantida! Com cachorros, a mesma coisa. Eles são uma bóia emocional: abrace-os. Cheire-os. A ocitocina também é terapêutica!

Cuide dos seus pais e/ou avós

Faça um chá. Prepare uma sopa. Faça uma massagem nos pés (eu lixei os pés do meu pai, outro dia). Converse. Fique perto. Faça tudo isso, ou apenas faça companhia. Eles precisam – e esperam. Faz bem pra eles, faz bem pra nós. Não esqueça sua máscara!

Dance

Procure na internet o que goste de dançar, faça aulas online, imite uma coreografia, crie a sua própria, dance like no one´s watching. Dançar faz bem pro corpo e pra alma. Faz muito mais do que você imagina!

Namore

Se você é uma felizarda que está em quarentena com seu mozão, acredite, estar sozinha é muito pior! Eu sei que há dias em que queremos trancar o mozão dentro do armário… mas ter a companhia de alguém – e de alguém que nos conhece o nos ama – é muito melhor, infinitamente melhor do que superar todos estes sentimentos comuns nesta fase, estando sozinhas. Portanto, valorize o mozão! Namore! Cuide! Escute! Faça amor de jeitos novos. Faça aquele filho que estão querendo há tempos (hehehe). Façam planos! Cozinhem juntos! Assistam mais filmes juntos. Leiam juntos. Façam nada juntos. Escutem a chuva juntos. Dêem as mãos e apenas fiquem perto um do outro, enquanto o furacão passa.

Diversifique as atividades

Não passe o dia inteiro na internet! Não passe o dia inteiro trabalhando! Delimite seus horários! Há hora certa pra iniciar o trabalho e há hora certa pra terminá-lo. Tenha disciplina para manter sua vida saudável: comer, beber água, ter um pouco de lazer, ficar com a família e se fechar no quarto para o trabalho. Mas não fique o dia inteiro pendurada na internet ou trabalhando. Esse não é o caminho e só vai te estressar ainda mais!

Pense em maneiras de ajudar

Mesmo que você decida ficar em casa e não sair, sempre há maneiras de ajudar. Procure ongs, associações ou pessoas na sua cidade que precisem de ajuda. Há muitas maneiras de ajudar! Com suprimentos, com dinheiro, com trabalho dedicado, com apoio, com caronas, enfim. Sentir-se útil e ajudar o próximo ajuda a sermos mais empáticas, nos torna seres humanos melhores e aliviam o coração. Aqui há um compilado com várias frentes, escolha o que se adequa à sua realidade. Cada centavo e cada ação, importa.

Images: Pexels.com

Materiais de apoio:

  • Vídeo motivacional “seja a luz que acende e não o interruptor que apaga”, do Willian Sanches (terapeuta): muito bom pra entender por que é tão importante cuidar da nossa mente, quanto é importante cuidar do nosso corpo. Mudei totalmente a minha postura depois de ter visto este vídeo!
  • Salmo 91 (em algumas Bíblias é o 90): pra (re)aprender a confiar totalmente em Deus! Reze-o todos os dias!
  • Atendimento psicológico online – com preços baixo.
  • App ZEN – no Google Play e na Apple Store. Mesmo que seja pago, vale muito à pena por conta da variedade de diferentes meditações e vivências que ele contém. Há outros, gratuitos! Busque na sua loja de apps.
  • Um compilado de iniciativas para ajudar em várias frentes, durante a pandemia da Covid-19.
  • Podcast da Família Klink, sobre benefícios do isolamento e sobre as fases desafiadoras da vida.
  • Hertz Frequencies – frequências comprovadamente curativas, que trabalham algumas áreas do nosso cérebro e são colocadas em forma de música. Escute com seus fones de ouvido. Nós testamos: realmente transforma nosso estado emocional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: