Carreira, Sem categoria
Deixe um comentário

Como trabalhar em home office mudou a minha vida

Se antes eu tinha alguma dificuldade na socialização principalmente com pessoas desconhecidas, agora eu não só não tenho mais este problema como sinto-me totalmente desinibida e inclinada a me aproximar das pessoas. Existe um interesse nesta interação. E atribuo a isso ao fato de trabalhar sozinha, 4 dias por semana.

Ao fazer uma entrevista, bastante insegura, em Julho de 2012 em uma empresa de TI, eu não imaginaria que minha vida pessoal e profissional mudaria tanto dali em diante. A gente nunca consegue saber o quanto vai evoluir em uma experiência, até ter percorrido um longo caminho e olhar para trás pra se dar conta disso.

Não foi só o fato de eu ter abraçado todas as oportunidades que chegaram pra mim que me tiraram da zona de conforto e me transformaram em uma pessoa melhor em vários aspectos, mas também o fato desta empresa ser uma das pioneiras em São Paulo a adotarem o sistema de teletrabalho. Esta prática foi conduzida com bastante cuidado e hoje 100% da empresa trabalha neste sistema. 

Claro, sempre existe o lado bom e o lado ruim para uma pessoa ao trabalhar quase 90% do tempo em casa. Para a empresa o saldo é positivo, já que economiza em locações de escritórios e reduz seus custos administrativos. Para o empregado, há que se equilibrar os pontos positivos (qualidade de vida, flexibilidade, etc) e os negativos (o fato de trabalhar sozinho, os desafios de produtividade, etc), com jogo de cintura e disciplina.

Mas comigo, depois de vários meses trabalhando desta forma, aconteceu algo que foi além do que eu esperava, bem além dos resultados previstos, que foi ter me tornado uma pessoa muito mais comunicativa e ainda mais extrovertida. Se antes eu tinha alguma dificuldade na socialização principalmente com pessoas desconhecidas, agora eu não só não tenho mais este problema como sinto-me totalmente desinibida e inclinada a me aproximar das pessoas. Existe um interesse nesta interação. E atribuo a isso ao fato de trabalhar sozinha, 4 dias por semana.

O home office é uma solução muito boa para as empresas reduzirem custos e proporcionarem aos seus funcionários melhor qualidade de vida, especialmente nas grandes cidades – driblando o trânsito, horário de pico no transporte público e desafios ligados à segurança. Já o lado desafiador da coisa, o de trabalharmos sozinhos (as) em casa, pode ser administrado com o uso de espaços de coworking, assunto sobre o qual já falamos aqui algumas vezes e disciplina.

No meu caso, não enxergo este copo meio vazio, mas meio cheio! Sinto falta das meninas do trabalho e quando as vejo, um dia por semana, falo mais do que o homem da cobra. Praticamente quero colocar-lhes a par de todas as últimas peripécias pessoais e profissionais! Mas percebo em mim uma mudança que vai além de tudo isso. O teletrabalho me fez sentir mais interesse em estar com as pessoas, me tornou uma pessoa mais curiosa em conhecer e conversar com as pessoas e também me tornou praticamente um grilo falante. Não me vejo trabalhando de outra forma, nem sendo outra pessoa.

Gratidão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s