Mês: dezembro 2016

15 playlists do Spotify para você escutar durante a viagem

Em tempos de férias, não sei vocês mas não consigo me imaginar saindo de viagem sem levar música comigo. Nós selecionamos com muito carinho algumas playlists do Spotify próprias pra quem vai viajar neste fim de ano! E tem uma lista pra cada situação!!! Pra quem vai pegar a estrada Retrovisor é uma playlist com 3h12min, totalizando 50 músicas. Muitas delas antigas, muitas dos anos 80, 90 e todas elas com uma coisa em comum: tem uma pegada alegre, com empolgação, são dançantes e dão vontade de cantar – ideal pra ajudar o motorista a não ficar com sono! rs Boas para os nostálgicos, que gostam de relembrar os velhos hits e cujas músicas preferidas são de épocas passadas! Songs to Sing in the Car é uma playlist pra quem gosta de cantar ou, pra quem não consegue ficar de boca fechada quando escuta certos clássicos, como: I Love Rock & Roll. Boa pra quem vai viajar com amigos, com amigas, com gente animada. Boa pra quem trabalhou demais e quer gritar DOG DAYS ARE …

Low poo: como estou cuidando dos meus cachos!

Há duas semanas iniciei um novo processo de cuidados no meu cabelo, pra quem não leu a minha história com meus cachos é só clicar aqui (Cabelos cacheados e aceitação, minha história com meus cachos!), nele conto os diversos processos que passei até chegar hoje ao loo pow. Primeiramente quero dizer que ainda não sou nenhuma especialista e estou aqui só para dizer o que estou sentindo com a técnica e os produtinhos que estou usando, como estou no começo, super aceito sugestões e dicas. O low poo é uma técnica feita pela Lorraine Massey, fundadora da Deva Curl, uma marca conceituada de produtos para cabelos cacheados, o conceito loo pow é “pouco shampoo”, ou seja, diminuir a quantidade de shampoo que utilizamos. Os cabelos cacheados normalmente são mais ressecados por não conseguir distribuir em todo o comprimento a oleosidade e o shampoo normalmente piora ainda mais essa situação, no low poo usamos shampoo sem sulfato, que é utilizado para fazer aquela limpeza profunda no cabelo, ressecando ainda mais os fios. Outro componente proibido são …

Que saudade de Portugal e do meu bacalhau!!!

Foto: arquivo (Juliana Menezes) Lembra quando falamos de restrição alimentar? É tão gostoso comer, a comida nos traz tanta lembrança, pra que restringir, né? Pois bem, esse final de semana foi aniversário do meu pai e eu queria comemorar em algum restaurante legal, foi ai que logo lembrei de um bacalhau com natas que comi em Portugal, logo falei “vamos procurar um restaurante português”. Acabei escolhendo o “Ora Pois”, um restaurante situado na Vila Madalena (outro lugar que amo), de três irmãos lisboetas que tinham o sonho de ter um restaurante português, sem grandes pretensões, mas onde se pudesse comer uma boa comida a preço justo como é comum em Portugal. O local é uma gracinha, pequeno e charmoso, todo com decoração portuguesa e com louças que são um mimo a parte. Obviamente pedi meu bacalhau com natas. Como é gostoso comer algo com vontade e ter sensações como da primeira vez que comi esse prato, lembrei do restaurante em Porto, próximo do Rio Douro, do vinho que acompanhou e do sabor da comida. É aquela …

Cabelos cacheados e aceitação: minha história com meus cachos!

Hoje o post é “off nutrition”, vim falar sobre aceitação. Poderia falar sobre aceitação corporal, mas resolvi falar sobre aceitação do meu cabelo, dos meus queridos cachos! Desde criança escuto que cabelo bonito é cabelo liso e loiro, quantas vezes não escutei: “nossa, ela é tão linda, pena que tem o cabelo ruim.” Agora me digam, o que seria um cabelo ruim? Não sabia que cabelo falava mal de alguém ou fazia atos não condizentes com a moral e bons costumes da sociedade. Por favor, apenas parem de falar que o cabelo da fulana é bom ou ruim!!!! Enfim, após tanta exposição ao cabelo bom /ruim e somente referências de cabelos lisos, longos e loiros, decidi aos 13 anos que iria fazer meu primeiro relaxamento, meu cabelo ficou liso mesmo, porém sem forma, sem brilho, mas estava liso e isso era o que me importava, acredito que fiz esse relaxamento mais uma vez e vi que não estava legal, desisti. Continuei usando meus cabelos livres, leves e soltos, até mais uma vez cair na armadilha …