Relacionamentos
Comentários 2

Você tem se dedicado a quem é importante pra você?

Imagem: uma foto & um poema

No ano passado perdi uma amiga, repentinamente. Precisei de várias semanas para me recuperar, assim como todos os que a amavam. No velório, também estava presente uma pessoa em comum, com quem tive um desafeto, uma briguinha. Mas que antes disso acontecer, eu igualmente adorava. Alguém que eu tinha muito afeto, assim como tinha pela outra.

Duramente, ali, a que tinha ido me passou uma lição definitiva. Talvez, duas lições. Uma: diante da vida do jeito que ela é, onde qualquer um de nós pode não estar mais aqui a qualquer momento, se apegar a brigas e desafetos chega a ser ridículo. A gente precisa é perdoar e continuar. Amar, relevar. Entender. E a outra lição é cultivar os amigos e as pessoas queridas, pelo mesmo motivo.

Escrever este texto é horrível pra mim, não gosto de falar sobre este assunto. Mas preciso. Pra gente começar a pensar nisso: o que está sendo mais importante do que a gente se dedicar a quem gosta? O que está vindo antes da gente passar mais tempo com quem a gente gosta???? Nós não temos 7 vidas, gente. Nem os gatos têm, na verdade. Na hora de combinar alguma coisa com os verdadeiros amigos ou com os familiares, a história é a mesma. Vamos marcar! Ah, é muito longe. Ah, estou trabalhando muito. Ah, não dá porque vou ficar com meu namorado/marido. Ah, hoje eu tenho futebol. Ah, eu tô sem carro. E por aí vai – as desculpas são infinitas e sempre vão existir. Às vezes não dá mesmo. Já deixei de ir a vários encontros porque estava sem carro e estava chovendo, porque não tinha dinheiro pra sair ou porque não estava a fim de sair naquele dia. Na real, só o que a gente precisa é de um pouco mais de esforço e vontade.

Estou devendo inúmeras visitas. Mas também fico me perguntando por que sempre sou eu quem precisa ir até Maomé, por que Maomé não visita a montanha??? Eu não me importo em ser a montanha. Não mesmo! Já pensei em continuar frequentando a mesma dentista, do outro lado da cidade de São Paulo, pra continuar nossos encontros e conversas (não fiz isso, mas juro que cheguei a pensar). Nos encontros com minhas amigas só as fiz ir até a metade do caminho na última vez (rs), nas outras eu ia em qualquer lugar desde que perto do metrô. E quando não tinha carro eu atravessava a cidade pra ir à casa das pessoas, mas a recíproca – que é motorizada – não é verdadeira, hahaha!!!

Vamos nos dedicar mais aos nossos amigos? Aos familiares? Vamos dar um pouco mais de atenção a quem nos importamos, em vida? Vamos usar mais nossos minutos no celular? Vamos mandar áudios carinhosos no Whats? Vamos marcar MESMO? Vamos comparecer? Vamos sair um pouco da caixinha?

Amizades e relacionamentos são como plantas. Se a gente não regar, eles secam. De verdade! Fora que a pior coisa é você não ter a quem recorrer quando precisa de um colo, quando precisa que alguém te escute. Sempre falo isso pro meu marido: sai com o Roger, vão fazer alguma coisa. Saia com seus amigos do trabalho. E procuro fazer o mesmo. Assim, são dois indivíduos completos ali, juntos. E não um dependendo do outro.

A que você tem vivido em função? Ao trabalho? Ao casamento? Aos filhos, 24 horas por dia? Aos cachorros (eu)? Não deixe que sua ficha caia tarde demais. Quanto à mim, não tinha como não entender a lição, ensinada de uma maneira tão terrívelmente avassaladora. No dia seguinte, eu a adicionei no Facebook – e ela me aceitou ♥. Acho que nós duas entendemos o recado da vida.

Este post foi publicado em: Relacionamentos
Etiquetado como: ,

por

Sou a Melissa, paulistana, administradora por formação - mas é quando estou fotografando e escrevendo que estou sendo quem eu quero ser. ♥

2 comentários

  1. Que texto lindo Mel, passei por um reflexão dessas mês passado, fiz uma oficina para trabalhar como voluntária em um final de semana, e de verdade, quanta mudança na minha vida. Falamos muito sobre o olho no olho, abraços, falar sentimentos e sempre oferecer seu melhor para quem quer que seja. Na segunda fiquei pensando em um grande amigo que por coisas da vida nos afastamos, não tive coragem, na terça mandei um texto no whats e pra minha felicidade ele respondeu e esclarecemos as coisas e hoje estamos nos falando, não sei se normalmente, mas estamos no caminho! ♥

    Curtir

    • Melissa Brandão {Mel} diz

      Faz um bem enorme a gente eliminar pendências emocionais com pessoas que representam muito na nossa vida! Já aconteceu comigo também, dá um alívio…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s