Alimentação, Sortidos
Comentários 2

Vamos falar sobre restrição alimentar?

Image Source

por Juliana Menezes – Nutricionista.

Quando recebi a oportunidade de falar um pouquinho sobre alimentação aqui no blog, logo me animei. Falar sobre alimentação e nutrição é realmente um assunto que me motiva e me traz felicidade.

Escolhi nutrição pelo simples fato de ter sido “gordinha” durante minha infância e início da adolescência e quando decidi emagrecer, me peguei lendo milhares de informações em revistas e meu sonho era descobrir o que cada alimento fazia dentro do organismo, quantas calorias ele tinha e qual combinação seria melhor em cada refeição. Obviamente acabei descobrindo tudo isso, porém percebi que “tudo” isso não era o suficiente, algo estava faltando. O que me deixava mais intrigada era ficar calculando um cardápio e ter que adequar todos os nutrientes corretamente (isso dava um trabalho imenso) e pensar: mas essa pessoa vai comer os mesmos alimentos todos os dias? E se ela mudar o arroz integral pela batata, já vai mudar a quantidade de proteína e de vitamina. E agora? Quem poderá nos defender?

Image Source

Essa inquietação me acompanhou por muito tempo, e hoje, não vou dizer que tenho uma resposta, mas vejo que essa prescrição toda certinha não faz mas tanto sentido, claro que temos casos mais específicos de determinadas doenças onde é necessário todos os cálculos, porém, será que para o paciente saudável e que deseja emagrecer isso funciona?

Tá, você falou, falou, mas e a restrição alimentar? O que tem a ver com isso?

Estou realmente assustada com o rumo que a nutrição vem tomando nos últimos anos, muitas restrições, alimentos classificados como bons e ruins, muitas dietas prontas nos meios de comunicação e muita pressão da sociedade para que todos sejam lindos, magros (mas não pode ser magro demais, também), sarados, inteligentes, ricos, bem sucedidos, e muito mais coisas que eu poderia ficar aqui falando por horas e horas. O que quero dizer, é que hoje somos cobrados para sermos perfeitos!

De novo, e a restrição alimentar?  Sim, tudo isso faz com que busquemos milagres, informações errôneas na mídia, entre outras loucuras. Quem nunca ficou vários dias sem comer aquele alimento que adora, pensando que essa restrição irá fazê-lo emagrecer.  Essa restrição faz o efeito oposto, quando nos esforçamos para não pensar em algo, pode ter certeza que pensaremos ainda mais. Quer fazer um teste? Feche os olhos e não pense em um elefante rosa… pois é, o elefante rosa vai ficar um bom tempo na sua mente. Acontece o mesmo com aquele chocolate que amamos, mas que repetimos diversas vezes que chocolate faz mal, que chocolate engorda, não posso comer chocolate hoje, só posso comer chocolate no final de semana.

Mas e se não restringir esses alimentos como vou emagrecer?

O segredo do emagrecimento está no equilíbrio, em resgatar comedores competentes, aprender o que comer e quanto comer, melhorar o paladar aumentando a variedade de alimentos consumidos, comer em quantidade adequada e comer de acordo com a situação e contexto.

pexels-photo-104985

Image Source

Tudo isso é possível:  é preciso escutar mais o corpo e menos as regras, comer com calma, junto da família, experimentar combinações, ver o que te deixa mais saciado, comer sem culpa, acabar com o estigma de alimentos bons e maus. Parece simples, mas nem sempre é tão simples assim, por isso nós nutricionistas estamos aqui, para te ajudar a melhorar seu relacionamento com a comida, a comer com prazer, a melhorar sua autoestima. Procure sempre orientação de um profissional caso precise, lembre-se que nós também amamos comida!!!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Image Source

Por fim, deixo esse vídeo para pensarmos: O que aconteceu com a última criança para ela ter tido essa reação? Deixe sua opinião nos comentários!

2 comentários

  1. Excelente texto. Juliana Menezes, fala do assunto com propriedade e nos faz repensar algumas coisas. O que mais importa é o bem estar consigo, adotando práticas saudáveis e agradáveis. Parabéns! Super fã do seu trabalho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s