Passeios
Deixe um comentário

Uma tarde pelo Ipiranga

O Bairro do Ipiranga é um dos mais antigos de São Paulo. A formação do bairro tem origem no início do século XVI quando João Ramalho vivia na região do Planalto Piratininga com índios Guaianases. Com a distruibuição de terras, os homens brancos dominaram a região, valorizada principalmente por estar no caminho do mar. A ocupação facilitou a expansão de fazendas e o comércio na região. Doze construções centenárias foram tombadas em 2007, transformando o bairro em um museu a céu aberto. São elas: Instituto Padre ChicoEducandário Sagrada Família,  Internato Nossa Senhora Auxiliadora, Antigo Noviciado Nossa Senhora das Graças Irmãs Salesianas, Antigo Grupo Escolar São José, Instituto Cristóvão Colombo, Seminário João XXIII – Congregação dos Missionários de São Carlos, Clinica Infantil do Ipiranga, Seminário Central do Ipiranga, Antigo Juvenato Santíssimo Sacramento, Colégio São Francisco Xavier, Instituto Maria Imaculada. (Fonte: Veja São Paulo). Nós passamos uma tarde por lá no mês de Julho. A experiência foi incrível. Realmente a sensação que nos dá é de estarmos dentro de um livro de História.

Se você estiver de metrô, desça na Estação Alto do Ipiranga e saia no acesso à Av. Gentil de Moura, sentido Av. Nazaré. Quando sair no cruzamento da Gentil de Moura com a Nazaré, suba à esquerda e se puder, atravesse a rua.

Paróquia Imaculada Conceição do Ipiranga e Pontifícia Universidade Católica

A primeira coisa que vai te chamar a atenção é a Paróquia Imaculada Conceição do Ipiranga, que é um dos câmpus da PUC para os cursos de Filosofia e Teologia. Mesmo que você não seja católica, o lugar é bem bonito – especialmente se você gosta de fotografar! Há espaços muito convidativos para seus clicks: os corredores, o jardim entre o câmpus e a igreja e os jardins do estacionamento. Se como eu você for fã de azaléias, vai se deliciar, porque lá tem várias! Se estiver bastante silencioso, sente em um dos bancos no jardim e faça uma meditação, respirando e expirando em 8 tempos por três vezes, ou fechando os olhos e prestando atenção na sua respiração, espantando os pensamentos. Você pode fazer o mesmo dentro da igreja, se quiser.

_MG_4768_MG_4770_MG_4758_MG_4767_MG_4763

Santuário de Madre Paulina

Subindo mais a rua, você vai encontrar o Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (que fecha às segundas-feiras), vale uma visitinha se estiver aberto. Indo mais pra cima, você vai ver o Santuário de Madre Paulina, que também abriga além da capela, um jardim interno muito bonito e repleto de azaleias, além da exposição sobre a vida da santa.

_mg_4782_mg_4790

Museu Paulista e Parque da Independência

Agora seguindo um pouco mais em frente, você vai encontrar o Museu Paulista, também conhecido como Museu do Ipiranga, que infelizmente está fechado para restauro até 2020, mas a notícia boa é que seus jardins (inspirados nos jardins parisienses) estão abertos!

Caminhe por entre os jardins e escolha um cantinho para se sentar com vista panorâmica para todo o parque.

_MG_4836 _MG_4829_MG_4823 _MG_4817_MG_4814 _MG_4812_MG_4811 _MG_4807_MG_4800

Atravesse a rua, lá no final, e dê uma olhadinha no Parque da Independência – onde skatistas, patinadores e afins se divertem com seu espaço bastante amplo (tome cuidado com a sua câmera).

_MG_4837

 Sesc Ipiranga e um rolê pela Rua Bom Pastor

Aqui por perto você pode procurar o Sesc Ipiranga, que fica na Rua Bom Pastor. Na frente dele, há algumas casas bem antigas e tradicionais que valem uma foto:

_MG_4843

Acredito que você não possa sair do Bairro do Ipiranga sem conhecer a Casa da Mortadela! Tudo bem, se você não curte mortadela, há outras opções de lanche. A lanchonete é tão despretensiosa e antiga que quase passa sem ser notada, no 1665 desta rua. O atendimento é cordial, o suco de laranja é bom e baratinho e o lanche de mortadela, queijo e vinagrete é fantástico! Mas se você preferir uma boa padoca, do outro lado da rua e um pouco mais pra frente tem a Padaria Larsol, um pouco pequena mas tudo bem gostoso.

Tire uma foto e publique no seu Instagram com a hashtag #ladybusybee! Queremos saber quem foi e quem gostou!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s