Carreira
Deixe um comentário

Agregar novas funções às suas atuais: vale a pena?

Image Source: Campus of Excellence

Talvez você ja tenha visto este filme: um dilema entre agregar  às suas atuais, uma nova função que te é oferecida, que não tem a ver com o que você almejou pra si ou não aceitar a esperar o que deseja – sem nenhuma garantia. Há quem diga que um projeto dar certo ou não é só uma questão de persistência, mas no mundo corporativo nós sabemos que nossos planos profissionais darem certo depende também de outros fatores, como a saúde financeira da empresa ou reestruturações.s.

Existe um lado bom e outro ruim – ou não tão bom – para todas as coisas. Na nossa vida profissional e quando se fala em aceitar novas funções ao seu cargo atual, comecemos pelo lado não tão bom:

  • Você pode não ser remunerado por elas;
  • Elas podem não ser o que você esperava e não te levar para o rumo que queria.

Mas, se nós quisermos ver este copo meio cheio, em vez de meio vazio, o lado bom de aceitar uma nova função agregada à sua, seria:

  • Aprender novas coisas;
  • Desenvolver novos talentos e aptidões;
  • Trazer novos conhecimentos para seus projetos pessoais (como voluntariado ou empreendedorismo);
  • Conquistar a confiança do seu gestor, já que você demonstrou ser pau para toda obra e estar disponível a novos desafios;
  • Sair da sua zona de conforto – o que é sempre bom!
  • Ter o salário reforçado pelas novas funções;
  • Aceitar – e estar disponível – para novos desafios.

Não nos cabe avaliar os motivos pelos quais você está sendo convidado a agregar novas funções. E se você sente que tem a opção de aceitar ou não, tem o direito de refletir e tomar a sua decisão (muitas vezes não temos). Mas é importante passar a enxergar o copo meio cheio e não meio vazio! A curto ou médio prazo, as coisas podem mudar e você pode se surpreender positivamente.

A Analista de Marketing Geovanna, 26 anos, conta que em uma das empresas em que trabalhou, em consenso com sua gestora, não aceitou um cargo acima no departamento em que atuava para esperar uma vaga no Marketing. Não deu certo: “A vaga nunca surgiu, eu perdi a vontade de continuar atuando onde atuava – o que afetou a minha produtividade – e acabei sendo desligada. Se pudesse voltar no tempo, teria aceitado o novo desafio com certeza”.

A publicitária Carolina, de 35 anos, entrou na empresa em que trabalha como recepcionista. Em pouco mais de um ano, absorveu as funções de assistente do andar em que atua, tendo que atuar na recepção e em todo o andar, ao mesmo tempo. Depois de mais um ano, Carolina foi convidada a cuidar dos contratos do departamento jurídico, um departamento no qual ela nunca quis fazer parte. Na época, porém, pensou diferente: “Era um cargo para o qual eles precisavam de alguém de confiança. Eu mais uma vez absorvi mais funções, fui remunerada para isso e – por mais que eu não gostasse da função, me senti lisonjeada por ter sido escolhida para cuidar deste assunto”. Mais uma vez, passado um ano, Carolina, que era formada em Publicidade em Propaganda, foi convidada para integrar o time do atendimento de contas. “Acredito que nada disso teria acontecido se no começo eu tivesse dito não para todos os convites que me fizeram”. Carolina acha que um dos seus pontos fortes na agência é ter justamente passado por diversas áreas, o que lhe deu uma visão mais integrada de todos processos. Carol hoje ganha duas vezes mais do que ganhava há três anos atrás.

A história de Carol foi bem sucedida, porque ela tinha abertura para decidir e avaliou que valeria a pena cada passo dado. O importante é ter plena consciência e conseguir avaliar se de fato pode valer a pena ou se você não ganha nada com isso. Será que a gente nunca vai ganhar absolutamente nada com um novo desafio? Que sua decisão seja sempre a seu favor.

Existem duas maneiras de pensar, quando somos surpreendidas com algo fora dos nossos planos. Uma é que nada daquilo estava nos nossos planos!!! E a outra é utilizar as mudanças a nosso favor, o que vai nos tornar pessoas mais flexíveis, mais preparadas para imprevistos, mudanças e muito mais disponíveis. Pessoas disponíveis com vontade e sinceridade, fazem os olhos de qualquer bom gestor brilharem. Senão o atual, o próximo! O seu currículo agradece! 😉

Este post foi publicado em: Carreira
Etiquetado como: ,

por

Sou a Melissa, paulistana, administradora por formação - mas é quando estou fotografando e escrevendo que estou sendo quem eu quero ser. ♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s